Wicklow e Glendaloungh, paisagens de perder o fôlego

Ola galera

Ontem tivemos easter holiday e decidimos meio que de última hora ir pra Wicklow e Glendaloungh.

Um colega sabia de um transfer que fazia o passeio por um preço bacana ( 15 euros pra cada) e deu tudo certo.

A viagem durou em média 1 hora e meia de carro, fomos para Wicklow Montain, Glendaloungh Monastic, Killruddery House & Gardens, etc.

Em Wicklow foi filmado diversos filmes e series:

Séries:

  • The Tudors
  • The Vikings

Filmes como:

  • Coração Valente
  • Excalibur
  • PS I love you
  • Becoming Jane
  • Dancing at Lughnasa
  • Ella Enchanted
  • How About You
  • King Arthur
  • Lassie
  • Leap Year
  • The Count of Monte Cristo

Agora as fotos:

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

 

The Battle of Clontarf Festival

Hoje aconteceu um festival bem interessante em Dublin, chamado The Battle of Clontarf Festival, contando um pouco da história dos vikings, costumes, batalhas e etc. 

Pra quem curte historias medievais, celtas é uma boa pedida.

Realizou – se no ST Anne’s Park, em D5. Havia muitas pessoas, o tempo estava lindo, com muito sol, enfim, valeu a pena.ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Apreciando a beleza de Cliffs of Moher

Apreciando a beleza de Cliffs of Moher

“O que eu quero não está na televisão e não há publicidade que possa me entreter – sequer a dou ouvidos.

O que eu quero só se pode sentir em movimento.

Nas idas sem voltas de novos caminhos, no ineditismo de boas caminhadas ou nas janelas que me oferecem vistas cintilantes.

O que quero só se pode sentir no silêncio incomunicável de um pôr do Sol que – posso jurar – não há câmera que o reproduza.

O que eu quero é presenciar a liberdade de me sentir tão solto e perdido, em meio a pessoas que não conheço, paisagens que não estou acostumado e climas que me são estranhos.

O que eu quero é sentir novamente a carência de rigores, que me desconecta de preconceitos e padrões, que me permite ser a versão mais sincera de mim.

O que eu quero é deixar meu olhar curioso.

Sorrir com espontaneidade, sentir minha sobrancelha arquear-se e desembrulhar cada minuto do meu dia como se fossem cartas embaralhadas pelo destino.

O que eu quero só se pode sentir na condição de carona – é quando o que estava rápido desacelera, uma porta se abre e o resto não mais importa.

Compartilhar momentos memoráveis com pessoas de outros países, continentes e realidades. Quando não descobrimos novas aventuras, descobrimos a nós mesmos. Ser diplomata da vida.

O que eu quero só se pode sentir depois de conversar horas com estranhos, beber novas culturas e brindar com novas palavras. Grandes amizades nascem assim. E amores também.

O que eu quero é aprender novas línguas – não para falar, mas para ouvir mais. Mergulhar em novos conhecimentos, sobrevoar novas religiões e pescar novos sentidos que me façam dar, à vida, uma chuva de significados.

O que eu quero…

O que eu quero só se pode sentir depois de percorrer estradas sem nenhum turista, subir montanhas com lendas locais e descobrir que tudo, na verdade, é especialmente único e perfeito. É descobrir que onde poucos chegam, muitos se encontram.

O que eu quero só se pode sentir depois de dormir em diferentes lugares e acordar olhando para tantos outros tetos. Ou às vezes estrelas – desprender-me: a liberdade de não pertencer a nada me permite, potencialmente, pertencer a tudo.

O que eu quero é silêncio.

Um momento presente de paz; e me conhecer. Gritar para o mundo que sou seu filho e escutar meu chamado ecoar, sem barreiras, até perder-se.

O que eu quero é ir mais longe, sentir o vento redesenhar meu rosto e ser contemplado com uma paisagem que me faça tirar os meus óculos escuros.

O que eu quero só se pode sentir quando o coração é a bússola. Das bandeiras que capitaneia minha alma; do sangue de explorador que desvirgina minhas veias – a livre e amaldiçoada necessidade de lograr novos horizontes.

O que eu quero viola preconceitos, visões pequenas e raízes profundas. À qualquer julgamento prevaleço calado. E sigo.

O que eu quero é viajar; mas viajar de verdade, com verdade e por novas verdades. Despir-me de fronteiras e rotas – ser um sopro de vento entre árvores. Tão livre e tão cativante.

O que eu quero, mesmo, é olhar para frente e saber que amanhã estarei lá.”

(Marcelo Penteado)

Fim de semana em Galway

Ola !!!

 

Tivemos um FDS sensacional, momentos maravilhosos, paisagens deslumbrantes e cia perfeita.

Alugamos um carro e passamos 2 dias em Galway. Fomos ao Ashford Castle e Cliff of Moher.

Foi tão empolgante que ja combinamos outras para os proximos dias.

Agora que o tempo começou a esquentar, tudo fica mais belo. Sem contar que estamos em horário de verão.

 

Asford Castle

ImagemImagemImagem

1926678_623751291024450_40725931_n

 

Cliffs of Moher

ImagemImagemImagem

Bray

 Sábado, eu e minha flatmate Thalita decidimos conhecer Bray.

Logo cedo nos arrumamos e fomos até a estação e pegamos o trem. O custo foi de $6,40 euros ida/volta. Em 30 minutos, chegamos.

A cidade é linda, com praia e montanhas.  O dia estava ensolarado, apesar do frio. Conseguimos andar na orla e também fizemos a trilha.

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem,bImagem

Agora sim !!!

Ola galera,

Graças a Deus chegamos na fase final dos preparativos para nosso intercambio.

Faltam apenas 04 dias !!! Aleluiaaaaa !!!

Vamos ao update :

Imagem

  • Passaporte – OK
  • Carta da escola e da Acomodação  – OK
  • Euros comprados – OK
  • Documentação separada – OK
  • Remedios  – OK
  • Artigos de higiene pessoal – OK
  • Mochila – OK
  • Porta dolar –  OK
  • Roupas e sapatos separados – OK
  • Celular, note, maquina, chapinha, rs – OK
  • Mala comprada – OK
  • Despedida dos amigos e família –  OK
  • Roupa para a viagem separada – OK

Será que esquecemos alguma coisa?

Nem acredito que estamos a poucos dias de ir embora com uma dor no coração em deixar nossos amores <3.

Falta pouco…agora é só curtir a família e a comidinha da mamãe.

Sentiremos saudades do Brasil e de toda esta correria de preparativos,  agradecemos quem acompanhou nossa saga.

Até mais.

Beijos ansiosos !!!

Ps. Editei o post, pois deu a entender que não postariamos mais, rs…Aguardem novidades, só que de Dublin!!!!

Curtam nossa page no Face