Au Pair

Quando se fala em intercambio, logo vem à cabeça inúmeras palavras “atreladas” ao assunto, uma delas é o trabalho de Au Pair que de início parece ser uma maravilha: direito a hospedagem (depende do caso) algumas horas livres no dia enquanto a (s) criança (s) está (ão) na escola, um ou os dois dias livres nos finais de semana, um bom salário, a oportunidade de passear com a família e etc. Mas é tudo muito bom para ser verdade não é mesmo?!

Pois bem, quando meu destino ainda era o Canadá ano passado, ser Au Pair era o meu objetivo. emprego estável, sem riscos. Mas quando você começa a pesquisar mais fundo no assunto você descobre o que há nas entrelinhas e acredite, é mais do que desagradável. Eu li em alguns sites que diversas pessoas que vão fazer o intercambio com o intuito de arrumarem uma vaga como Au Pair, já estabelecem um contato com as famílias ainda estando no Brasil, sim, isso é possível através de empresas (que são poucas nesse quesito) especializadas em vagas de Au Pair como a Au Pair In Ireland que é a única agência brasileira destinada ao serviço.

O problema de estabelecer contato a longa distância com a família é que fica muito complicado saber se realmente a família, no caso, realmente existe. Tem histórias verídicas de pessoas que receberam cheques falsos (pagamento adiantado), ou que acertavam tudo com a suposta família e chegando lá descobriam que não havia família alguma. Mas um depoimento que me deixou um tanto preocupada foi o caso de uma brasileira que enviou um email ao blog Santo Irish contando sua história:

“A Internet é uma ótima ferramenta para compartilhar experiências, conhecimentos e informações de forma rápida. Entretanto a Internet não é usada apenas por pessoas de “boa conduta”. Pois bem, por pouco não fui vítima de uma fraude em uma vaga de Au pair, pelo site Aupairnet24. (Não que este site seja fraudulento, mas sim alguns usuários dele, certamente são).  Por isto, quero aqui, com meu exemplo alertar á todos utilizando a Internet, como ela deve ser usada.

Há muitos tempo tenho o sonho de morar na tão cultural e luxuosa: Europa. Estudo língua inglesa há muitos anos e sempre quis me tornar fluente, o que, para minha pessoa, é quase impossível, apenas com algumas horas por dia em sala de aula. Até porque nunca fui muito fã do speak english. Como o custo de um intercâmbio é salgado, se levado em consideração todos os custos envolvidos, verifiquei em pesquisas alguns sites que possibilitam a criação de um perfil voltado a programas de Au pair. Então resolvi me inscrever noAupairnet24, sem grandes expectativas. Após 1 mês recebi o contato de uma “suposta mãe solteira” interessada em contratar meus serviços como Au pair. Fiquei empolgada e começamos a conversar via e-mail. Sempre com a pulga atrás da orelha, pois a suposta mãe, escrevia tudo sem letras maiúsculas, vírgulas, pontos e afins. Logo imaginei que, ou meu inglês era muito “certinho e caprichado” ou algo errado havia no ar. E adivinha, o errado ganhou.

A suposta mãe, chamada Cathrin Block, encaminhou fotos de seu “amado Alex” e ofereceu o pagamento de £ 1.000 mês, mais uma mesada semanal de £240 com folgas em todos os finais de semana. Pois é, bom demais para ser verdade. A mesma alegava ser produtora de filmes e prometeu quarto com banheiro, computador e telefone fixo!!! Em menos de 1 semana conversando por e-mail ela disse que havia contratado um advogado (alex_clark_chambers@lawyer.com.) e que estava encaminhado o contrato. Fala sério!!!! Então desconfiava e certa da farsa, comecei a pesquisar e encontrei o blog Santo Irish ( O nome, Santo, nunca lhe caiu tão bem). Descobri em seus posts alguns casos parecidos e com um pouco mais de paciência e pesquisas encontrei um fórum em inglês alertando sobre a suposta Cathrin Block e as mesmas conversas encaminhadas ao meu e-mail. Confesso que fiquei chateada, mas aliviada de descobrir a verdade antes do pior.”

Bom galera, ser Au Pair não significa que você só terá “dores de cabeça”, há também inúmeros casos que deram certo! Pra quem está pensando nessa possibilidade não desanime, mas pesquise criteriosamente sobre o assunto e segue abaixo algumas dicas retiradas do site e-dublin que com certeza são de grande valia.

1- Se buscar ajuda de agência, pesquise sobre ela antes. Não pague taxa de inscrição ou depósito sem ter feito entrevista e obtido confirmação de emprego.

2- Deixe sempre claro o que foi combinado na entrevista. Muitas famílias aproveitam da ingenuidade/bondade da au pair.

3- Preste muita atenção na descrição da vaga oferecida. Se possível, pergunte tudo antes da entrevista (seja por e-mail ou telefone). Se a família estiver mal intencionada, você vai perceber.

4- A maioria das vagas falsas oferece um salário muito alto, fora do comum, o que acaba deixando as meninas empolgadas. Cuidado!

5- Nunca passe seus dados para famílias que dizem estar fora do país, e que te enviará um cheque para garantir o trabalho enquanto estão fora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s